4 min de leitura
20 Jul
20Jul

Sabemos que as notas fiscais é um documento oficial utilizado para comprovação da transação comercial sendo ela de venda de produtos ou a execução de serviços.

Esse documento fiscal, é obrigatório e a não emissão pode configurar como crime de sonegação fiscal, por se tratar de uma comprovação tributária da atividade prestada pela pessoa jurídica, e sua utilização tem como finalidade de fiscalizar e para recolher os tributos devidos.

Com essa situação sobre a definição de nota fiscal, vamos compreender o tema desse texto: Qual o modelo de nota minha empresa deve emitir? 

Neste texto iremos citar os modelos mais utilizados das notas fiscais, sendo eles:

  • NF-e (Nota Fiscal Eletrônica);
  • NFS-e (Nota Fiscal de Serviço Eletrônica);
  • NFC-e (Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor);
  • CF-e (Cumpom Fiscal Eletrônico).
  • CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico).
  • MDF-e (Manifesto de Documentos Fiscais Eletrônicos).

NF-e (Nota Fiscal Eletrônica);

Essa é um modelo mais convencional, o modelo dela é no formato 55 o tipo de emissão desse documento é mais utilizado por lojas físicas e e-commerces que registram a venda dos produtos com Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), ela por sua vez é necessária a validação jurídica do documento através do Certificado Digital.

NFS-e (Nota Fiscal de Serviço Eletrônica)

É destinada á prestação de serviços de qualquer natureza, A NFS-e tem como objetivo informar, citar os serviços que foram prestados. Ela é bem utilizada por empresas prestadoras de serviços como por exemplos, clínicas médicas, limpeza, hotéis, escolas.

NFC-e (Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor)

É identificada pelo modelo 65, é utilizado nas operações comerciais de venda presencial ou venda para entrega em domicílio a consumidor final (pessoa jurídica ou física) em operação interna e sem geração de crédito de ICMS ao adquirente, e é necessário a assinatura com Certificado Digital.

CF-e (Cupom Fiscal Eletrônico)

Em por objetivo documentar, de forma eletrônica, as operações comerciais do varejo dos contribuintes do Estado de São Paulo, em substituição aos atuais equipamentos ECF (Emissor de Cupom Fiscal). O novo modelo de documento fiscal eletrônico o Cupom Fiscal Eletrônico - SAT (CF-e-SAT). 

Nesse caso é necessário a aquisição do equipamento SAT que é um módulo composto de hardware e software embarcado, que deverá gerar e autenticar, por meio de Certificado Digital próprio, o Cupom Fiscal Eletrônico - SAT (CF-e-SAT) e transmiti-lo periódica e automaticamente à Secretaria da Fazenda (SEFAZ), via Internet.

CT-e (Conhecimento de Transporte Eletrônico)

É identificada pelo modelo 57, tem o intuito de documentar uma prestação de serviço de transporte de cargas realizada por qualquer modal (Rodoviário, Aéreo, Ferroviário, Aquaviário e Duto viário), é um documento de existência apenas digital, ou seja, é necessário do certificado digital.

MDF-e (Manifesto de Documentos Fiscais Eletrônicos)

É utilizado modelo 58, o seu intuito é para agilizar o registro em lote de documentos fiscais em trânsito e identificar a unidade de carga utilizada e demais características do transporte, o documento é o documento emitido e armazenado eletronicamente, de existência apenas digital.

Conseguiu compreender o modelo que sua empresa deve utilizar? Caso não, é só nos contratar que estaremos a disposição 😉

Contabilidade Online é uma nova modalidade de contabilidade

O contador que você busca, só que de maneira prática, inteligente, econômica, mas acima de tudo, humana e de baixo custo, desenhada para pequenas e médias empresas com o objetivo de estar disponível para você, empreendedor! 

Usamos da tecnologia para reduzir seus custos e trabalhamos continuamente para oferecermos um serviço com muita qualidade!

Pensando em abrir empresa?

Fale com nossos especialistas 💙

Autora: Karen Nascimento

Consultora Fiscal na Contabilizeaqui 

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.