12 min de leitura
25 Jul
25Jul

Você já ouviu falar sobre o trabalho Híbrido? Ele é um modelo de trabalho que oferece aos funcionários uma certa flexibilidade para que eles possam trabalhar em qualquer lugar, seja em casa, escritório, ou em qualquer lugar do mundo.

Pois bem, ele é o modelo de trabalho que foi adotado por muitas empresas no período da Pandemia do Covid-19.

Nesse texto você verá:

  • O trabalho híbrido no pós-Pandemia e como vêm ganhando destaque no mercado de trabalho.
  • Qual a diferença entre trabalho remoto (home office) e trabalho híbrido?
  • O que diz a Lei sobre o modelo híbrido?
  • Quais as vantagens em adotar esse modelo híbrido?
  • Tecnologia e recursos necessários.
  • Como gerenciar parte da equipe em casa e parte na empresa?

O trabalho híbrido no pós-Pandemia e como vêm ganhando destaque no mercado de trabalho?

O modelo de trabalho híbrido nada mais é que trabalhar em alguns dias presenciais e outros como home office, e essa novidade vêm ganhando cada vez mais tendência sobre o futuro do trabalho dentro das organizações que estão dispostas a adotar este modelo como padrão.

No modelo híbrido, se altera durante a semana, os dias de trabalho dentro do escritório e os dias em home office, mantendo uma flexibilidade na jornada de trabalho.

Optar por esse tipo de contrato traz várias vantagens para as empresas, principalmente aquelas que tem um ambiente físico menor.

Entretanto, a aplicação desse modelo de contrato é somente para as funções que tem a possibilidade de exercer as atividades de forma online. 

Além disso, a opção home office trouxe vantagens para manter as empresas do setor terciário, de prestação de serviço, principalmente tecnologia, funcionando mesmo sendo a distância. 

No início da pandemia as empresas tiveram receio de que o trabalho remoto não seria tão produtivo quanto o trabalho presencial, mas viram que este conceito estava errado.

As empresas foram desafiadas a desenvolver uma liderança para aplicar o modo remoto, e com isso gestores e colaboradores precisaram se testar com os novos desafios e as possibilidades de colaboração e comunicação que o home office oferece.

Essa não desconexão pode ser por conta dos líderes. Muitos não conseguiram readaptar a forma de avaliar a produtividade dos colaboradores, já que antes essa percepção estava baseada no esforço de cada um e agora depende dos softwares de gestão e da confiança entre as pessoas.

Mesmo diante de desafios, os colaboradores puderam observar o escritório físico de uma outra forma, a rotina ideal de trabalho foi transformada em uma rotina mais flexível e bem-estar favorável, coisas que antes eram tratadas de forma conservadora. 

E, apesar de o trabalho híbrido não ser realidade de muitas empresas, algumas que adquire esse tipo de contrato estruturam maneiras de unir as vantagens do modelo sem prejudicar o crescimento profissional das equipes e da companhia.

Qual a diferença entre trabalho remoto (home office) e trabalho híbrido?

Para ficar claro, é importante distinguir as modalidades e a melhor opção, caso a empresa queira aplicar alguns desses modos de trabalho.

O trabalho remoto ou home-office foram as modalidades que mais destacaram a partir de 2020, quando iniciou a Pandemia Covid-19. 

Já que não podiam sair de casa e ter aglomerações em locais fechados, as empresas encontraram nesse modelo a solução de contornar a crise e não parar por definitivo

Sem precisar estar presencialmente no local de trabalho e podendo fazer as reuniões com os colaboradores de casa, esse modelo revolucionou a forma de contratação, de modo que até os funcionários se sentiram mais confortáveis na forma de executar as tarefas.

Mas, o medo das empresas era ter dificuldade em relação ao trabalho remoto, na parte da produtividade dos negócios, já que o colaborador não teria uma supervisão presencial como ocorre nos estabelecimentos e para os subordinados, a dificuldade foi se adaptar e conciliar as responsabilidades de casa com o trabalho sendo no mesmo ambiente.

Além disso, alguns tópicos do home-office são levados em consideração, como o acordo mútuo entre empregador e empregado, seguindo a legislação trabalhista, que é recente para esse tipo de método. 

Híbrido é um modelo onde os colaboradores de uma empresa passam parte dos dias da semana trabalhando em casa e a outra parte trabalhando no escritório. Ou seja, mistura a parte presencial com o remoto.  

Esse estilo ganhou destaque na pandemia, mas ainda existem muitos pontos a evoluir nesse sistema, como por exemplo recursos tecnológicos e de segurança aplicados para funcionar ao realizar as tarefas. 

E a falta de interação humana, como comunicação e socialização ainda são fatores que causam dificuldades na aceitação do trabalho híbrido.

Já o trabalho remoto ou home office, ganhou destaque pela condição de não poder sair de casa, as empresas que puderam adotar esse modelo encontraram a solução para o trabalho não parar por completo.

Sem a necessidade de deslocar até o ambiente de trabalho e podendo fazer tudo de forma online, utilizando apenas internet e um computador, facilitou as reuniões entre colaboradores e gestores, e até mesmo o atendimento de forma remota com os clientes continuou sendo possíveis mesmo não podendo ser de forma física no estabelecimento.

O que diz a Lei sobre o modelo híbrido?

Na CLT ainda não tem um artigo exclusivo que apresenta normas sobre esse tipo de jornada. Isso não significa, porém, que as empresas estão totalmente no escuro, pois em 2017 com nova Reforma Trabalhista, a legislação passou a regular o tele trabalho.

Ainda, quando a MP 927/2020 estava em vigência, permitiu o modelo home office. Entretanto, por ser uma MP, acabou terminando o período de validade, e com isso confirmou o fato da necessidade de o governo pensar em formas de incluir o modelo de trabalho híbrido em uma nova resolução.

Contudo, para adotar uma jornada híbrida, a empresa precisa fazer um adicional no contrato home office para preservar a relação entre empregador e empregados.

É importante ter esse documento assinado, pois essa forma de trabalho não prevê a definição de uma rotina diária de trabalho, por isso, com os avanços tecnológicos, é possível utilizar um sistema de marcação de ponto online, para facilitar o controle de horas trabalhadas. 

Ou, também, a empresa pode adotar regras, como metas de produtividades estabelecidas diariamente, semanalmente ou mensalmente, fica à critério do empregador.

Além disso, no contrato deve especificar quem fica responsável pelos equipamentos utilizados.

Quais as vantagens em adotar esse modelo híbrido?

Por conta da Pandemia, o trabalho híbrido ganhou vantagem em relação a segurança de todos, por permitir menos funcionários na empresa em cada dia da semana. 

Mostraremos os pontos fortes, em adotar esse modelo mesmo depois Pandemia, sendo uma opção válida para o futuro do mercado de trabalho.

1. Diminuição de atrasos

A adoção do trabalho híbrido, com dias alterados presencial e de forma home office, possibilita uma redução do tempo gastos no trânsito.

Já que muitos funcionários enfrentam o trânsito em horário de pico, os dias trabalhados em casa, não serão lidados com imprevistos que colocam em um engarrafamento ou que o fazem bater o ponto mais tarde do que deveria.

2. Descentralização

As mudanças contínuas no mercado e na forma de gestão, possibilitou que o exército de liderança se torna mais flexível garantindo mais autonomia aos colaboradores.

E é nesse conceito de descentralização que o modelo híbrido prevê uma autoridade mais dispersa em que pessoas de níveis hierárquico mais baixos também podem tomar decisões, mantendo no limite que pertence sua competência e responsabilidade.

Já que trabalhando de forma remoto, cada funcionário precisa de mais autonomia para executar as tarefas. Isso favorece a cultura organizacional, o melhoramento na comunicação da equipe, e consequentemente, o fluxo dos processos da empresa se torna mais ágil.

Lembrando que um funcionário que exerce sua função de forma mais livre com o aval da empresa pode se sentir mais motivado e confiante em suas atividades. Elevando a satisfação e o nível de comprometimento para manter no quadro da empresa.

3. Otimizar as atividades

O home office demanda que as empresas vejam a forma que os processos são conduzidos e adequar suas execuções totalmente digital. 

No modelo híbrido, é preciso mesclar a parte online e off-line de forma que as tarefas sejam devidamente cumpridas, sem perder o padrão de qualidade e respeitando os prazos pré-estabelecidos.

É um desafio, mas quando a empresa planeja reestruturar e executar de forma consciente, consegue resultados com os processos mais dinâmicos e eficientes. Em sequência, haverá um ganho de produtividade e qualidade.

A otimização dos processos tende a fazer que os funcionários trabalhem melhor, reduzindo o tempo de execução, e até possíveis frustrações ocasionadas por retrabalho. Com isso, eles sentem bem em relação ao trabalho e o próprio desenvolvimento profissional.

4. Redução de Custos

No momento que há um volume menor de funcionário na empresa, diretamente deflete também na redução de custo para o empregador.

Entendendo que o a jornada hibrida, pode determinar os dias que ninguém estará no escritório, quanto estabelecer os dias em que todos devem estar. Resumindo, no fim das contas, há um gasto menor com energia, internet, vale-transporte ou auxílio-combustível e outros.

E essa forma de redução, pode ser aplicada para melhorar a gestão, como por exemplos cursos online, os recursos tecnológicos etc. Investindo em melhorias, ajuda no crescimento da organização.

Lembrando que a aplicação estratégica de recursos, pode trazer benéficos para os colaboradores também, principalmente na parte de economizar com locomoção.

5. Gestão de tempo

Por fim, o ganho de tempo, não somente voltado ao trabalho, mas também a qualidade de vida dos colaboradores da empresa.

Diminuindo o tempo no trânsito, possibilita gerenciar melhor os momentos que têm para si, para a família e amigos. Essa é uma das razões pela qual o modelo híbrido favorece toda a organização.

A valorização do capital humano pé essencial para atrair externamente novos talentos, e reter internamente alguns potenciais, além de melhorar a imagem da empresa para os funcionários e no mercado de trabalho.

Portanto, pensar em fatores que favoreça o bem-estar, a satisfação e motivar, toda a equipe são estratégias que o modelo híbrido traz.

Tecnologia e recursos necessários

Mencionado anteriormente, que precisa estar especificado no termo do contrato esclarecendo se a empresa fornece os equipamentos para o trabalho, e quem deve ser responsável pelo cuidado e uso desses recursos. Além dessas diretrizes internas, é aconselhável consultar na Convenção Coletiva ou Acordo Coletivo de Trabalho que abrange a categoria (atividade) da empresa em relação ao home office, que será aplicado também ao modelo híbrido.

Em todo caso, é fundamental a empresa responsabilizar pela adoção de plataforma e aplicativos que favoreça a comunicação, o compartilhamento e emissão de documentos e os acompanhamentos dos processos, para facilitar de quem está em casa poder realizar as atividades de formas eficientes. 

E mesmo que a empresa, em acordo, que os funcionários são responsáveis pela infraestrutura (computadores e internet), é importante que a organização tenha o controle em relação cibersegurança.

É fundamental aplicar um plano de proteção de dados com ações que vão desde a instalação de antivírus corporativos, criação de redes privadas e até wi-fi seguro.

A ideia é evitar mais ainda s ataques de hacker e perda ou vazamento de informações sigilosas, além de assegurar imprevistos que afetem um dia de trabalho. 

Por isso, é importante a empresa aplicar treinamentos que são voltados para a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), é importante estabelecer regras claras para o trabalho realizado em casa e na própria empresa, devido ao controle de licenças de coleta e uso de dados dos usuários.

Como gerenciar parte da equipe em casa e parte na empresa?

A preocupação com a parte técnica em relação ao trabalho à distância, mesmo em escalas intercaladas com dias presenciais, ainda ocorre nas empresas. Mesmo, que o uso de ferramentas contra-ataques cibernéticos e proteção de dados são devidamente estabelecidos, é natural que a preocupação se destaca no dia a dia do gestor, principalmente relacionado às pessoas.

Em determinados períodos, parte da equipe será gerida remotamente e outra parte presencialmente. São contextos diferentes, mas não pode haver resultados muito distintos um do outro. 

Vamos ver abaixo, os pontos que precisam ser considerados quando o assunto e implementar o modelo híbrido:

  • Liderar por exemplo

Ao implementar o modelo híbrido a empresa espera que os funcionários correspondam com as expectativas, ou seja, que eles se apetem e ajude a tornar realidade os benefícios do modelo traz. 

Para isso, além de criar um ambiente de integração entre o online e offline, a empresa precisa capacitar seus líderes para fazer a gestão remota combinar com à presencial, influenciando pelo exemplo. 

O gestor precisa saber utilizar as ferramentas, mostrar aos colaboradores como conciliar a rotina do dia a dia, ajudar a sem ambientar à dinâmica do trabalho híbrido.

  • Acompanhar a produtividade

Primeiramente, a preocupação com a produtividade é voltada aos empregadores que temem que as lideranças não consigam acompanhar a rotina de trabalho e desempenho de cada funcionário e de cada equipe se está ou não sendo satisfatório.

O que precisa entender é que o trabalho híbrido não impede o acompanhamento da produtividade, ao contrário, é possível fazer de forma eficiente, mas a demanda será diferente, como por exemplo, implementação de check-ins mais frequentes entre gerentes e funcionários, verificar os andamentos dos processos através de reuniões, debater as estratégias para tornar o processo ou sistema mais rápido, conversar sobre os pontos fortes e fracos que podem ser melhorados.

Nesse caso, as tomadas de decisões são mais rápidas, por tem uma comunicação interna mais forte. Já que o uso de um ambiente virtual fornece manter todos conectado ao mesmo tempo e possam comunicar independente de onde estejam.

  • Marcação de ponto no modelo híbrido

A empresa precisa contar com um sistema de controle de ponto, para todas as modalidades a fim de manter um controle e organização sobre a jornada, sempre cumprindo o que é estabelecido por lei. 

Por isso, algumas empresas optam pelo ponto eletrônico via internet, sendo ele remoto ou presencial.  Com isso, os funcionários conseguem registrar suas entradas e saídas estando em casa ou no trabalho.

Há opções de quem oferecem esse sistema de ponto eletrônico, assim facilita o controle da jornada e o acompanhamento de produtividade.  

Portanto, o modelo híbrido vem cada vez mais ganhando destaque no mercado visto que será tendência no futuro.

Contabilidade Online é uma nova modalidade de contabilidade

O contador que você busca, só que de maneira prática, inteligente, econômica, mas acima de tudo, humana e de baixo custo, desenhada para pequenas e médias empresas com o objetivo de estar disponível para você, empreendedor! 

Usamos da tecnologia para reduzir seus custos e trabalhamos continuamente para oferecermos um serviço com muita qualidade! 

Pensando em abrir empresa?

Fale com nossos especialistas 💙

Autora: Isadora Veiga 

Consultora Pessoal na Contabilizeaqui 

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.