5 min de leitura
21 Jan
21Jan

O Simples nacional é a tributação mais utilizada no Brasil. Você possui dúvida de como emitir a sua guia do DAS do Simples Nacional, então continue lendo esse texto.

Mas afinal, o que é o Simples Nacional?

O Simples Nacional é um regime como o próprio nome da já diz simplificado aplicável às ME - Microempresas e EPP - Empresas de Pequeno Porte, que foi criado com a Lei complementar nº 123 de 2006. Sendo assim, para poder ser enquadrar como optante pelo Simples Nacional, a empresa precisa ser ME ou EPP.

O que é uma ME ou EPP?

Para efeitos de Simples Nacional uma empresa para ser ME ou EPP precisa ter as seguintes características:

a)  Quanto a Natureza Jurídica: Precisa ser uma sociedade empresária, sociedade simples, Sociedade limitada unipessoal.

b) Quanto a Receita Bruta Anual: MEEmpresas que faturem até R$ 360.000,00 no ano.

EPPEmpresas que faturem até R$ 4.800.000,00 no ano. Até 31/12/2017 o limite de faturamento eram proporcionais ao número de meses do exercício. 

A partir de 01/01/2018, os limites para ME e EPP ficaram estipulados em R$ 30.000,00 e R$ 400.000,00 multiplicados pelo número de meses do exercício.

Explicando: João abre um CNPJ com a Contabilizeaqui e a data de emissão do CNPJ foi de 22/02/2021. Como devemos considerar o mês de fevereiro como inteiro, os limites anuais para ME e EPP serão:

ME: 11 x R$ 30.000,00 = R$ 330.000,00/Ano

EPP: 11 x R$ 400.000,00 = R$ 4.400.000,00/Ano

Entendido o que seria o regime do Simples Nacional e o que se tratam as empresas chamadas ME e EPP, você pode estar se perguntando: 

O que seria o DAS - Documento de Arrecadação do Simples Nacional?

O DAS é composto por um recolhimento unificado, ou seja, uma única guia que sempre vence no mês subsequente a emissão da nota nota fiscal

Explicando: As notas ficais que você emitiu no período de 01/01/2021 a 31/01/2021, serão calculadas no DAS que vencerá em 20/02/2021.

Importante: Se o vencimento do imposto cair sábado, domingo ou feriado, o seu vencimento é antecipado. No caso que explicamos, dia 20/02/2021 é um sábado, então o DAS deve ser pago até 19/02/2021.

Sendo o DAS uma guia única, você pode estar se perguntando:

Quais impostos ESTÃO inclusos na guia do DAS?

Os impostos que estão inclusos na Guia do DAS são:

  • IRPJ: Imposto sobre a Renda da Pessoa Jurídica;
  • IPI: Imposto sobre Produtos Industrializados;
  • CSLL: Contribuição Social sobre o Lucro Líquido;
  • COFINS: Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social
  • PIS/PASEPContribuição para o PIS/Pasep;
  • CPP: Contribuição Patronal Previdenciária;
  • ICMS: Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Transporte Interestadual e de Comunicação;
  • ISS: Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza.

Quais impostos NÃO ESTÃO inclusos na guia do DAS?

Os impostos que não estão inclusos na Guia do DAS são:

  • IOF: Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro ou Relativas a Títulos ou Valores Mobiliários;
  • II: Imposto sobre Importação;
  • IE: Imposto sobre Exportação;
  • ITR: Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural;
  • Existem situações que mesmo sendo um imposto listado na lista de inclusos que são cobrados a parte, como exemplo podemos citar : Contribuição de PIS/Pasep, Confins e IPI incidentes na importação.

E como emitir a 2ª via do Boleto do DAS do Simples Nacional em atraso? 

Para emitir a 2ª via do DAS, siga os passos abaixo:

1) Acesse o site do Simples Nacional

2)  No canto direito da tela clique em PGDAS-D e DEFIS:

3) Aqui você pode acessar pelo código de acesso ou certificado digital. Para acessar com certificado digital siga os passos>

a) Clique em certificado digital

b) Você será direcionado para a tela do E-CAC, aí você clica em "Entrar com gov.br

4) Você será direcionado para a tela do Gov.Br e em seguida, é só clicar em Certificado Digital:


5) Selecionar o certificado digital que deverá estar instalado no seu computador.

6) Em seguida, irá aparecer essa imagem e você clica em “Simples Nacional”.

7) Logo irá aparecer uma tela com vários campos de acesso, no qual você deverá clicar em “PGDAS -D e Defis 2018”.

8) Apertando neste campo, você terá acesso as guias que estão em aberto no nome da empresa com possibilidade de recálculo. Feito essa verificação, basta clicar em Gerar Das para a atualização dos valores das guias e consequentemente efetuar o pagamento.


  9) Neste campo de acesso, você coloca o mês que deseja efetuar a atualização dos valores.

10) Irá aparecer essas três opções para você. 

  • Consolidar para outra data, ou seja, qual a data que deseja efetuar o pagamento;
  • Gerar Das, no qual o boleto é gerado naquele mesmo dia;
  • Pagar Online, você irá ser direcionado para o meio de recebimento eletrônico.

Será gerado um arquivo no formato PDF com o boleto para ser impresso ou salvo, valendo salientar que o pagamento pode ser feito em agencias bancárias ou até mesmo pela sua conta bancária online. 

E então, entendeu como gerar a 2ª via do DAS do Simples Nacional? Se você achou esse conteúdo útil e interessante, não deixe de compartilhá-lo nas suas redes sociais!

Caso tenha alguma dúvida é só perguntar aqui em comentários 👇, que enviaremos a resposta no seu e-mail 😁!

Texto escrito por:

Leandro Batagin - Sócio idealizador da Contabilizeaqui

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.